Pesquisa no blog

Carregando...

sábado, 29 de setembro de 2012

A LUTA DO CRENTE




Por Theodore H. Epp

O filho de Deus está empenhado numa guerra espiritual. O apóstolo Paulo escreveu assim: "... porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes" (Efésios 6:12). Fique bem claro, entretanto, desde o princípio, que os crentes se acham do lado vencedor. Em Cristo Jesus somos mais que vencedores (Romanos 8:37). Nossos recursos espirituais são o próprio Senhor Jesus e a força de Seu poder (Efésios 6:10). Em Jesus Cristo podemos obter a vitória em todas as ocasiões. Não temos necessidade alguma de sucumbir a quaisquer engodos satânicos, dardos inflamados ou esquemas perversos. Ao lermos o Novo Testamento não podemos deixar de notar que os crentes são frequentemente advertidos para que se não deixem iludir pelos enganos do Diabo. Nosso Senhor falou sobre isso aos Seus discípulos. Paulo e Pedro trombetearam avisos fortes concernentes ao Maligno e suas armadilhas subtis. Em todos esses casos, advertência é feita aos crentes, e nunca aos perdidos. Aos filhos de Deus é que compete revestirem-se de toda a armadura de Deus. Os crentes é que devem ser fortes no Senhor. Paulo disse que "nós" lutamos contra as potestades e principados. Sendo capazes, agora, de identificar nossos inimigos, e estando confiantes da vitória nessa luta, vamos examinar Satanás de perto, para ver como ele, mediante suas forças malignas, procura obter o controle do crente a fim de dominar a sua vida. Há quem pense que tudo quanto é preciso nessa guerra é conhecer a Deus, sem dar qualquer atenção ao inimigo. Esse é um dos esquemas mais engenhosos de Satanás. Muito do seu sucesso se deve ao fato de que ele sabe ocultar tão bem sua identidade que os homens não suspeitam de sua presença e de seus propósitos maus. Porém, quero que vejas, pela Bíblia, os métodos que Satanás emprega, tanto para oprimir como para obcecar a quem quer que possa do povo de Deus. Ao pregar a Cornélio e à sua família e amigos, Pedro disse a respeito de Jesus: "...como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo..." (Atos 10:38). A palavra "oprimidos" é significativa. Oprimir significa "exercer controle sobre alguém", "tiranizar". É claro que tal opressão não parte de dentro, mas de fora, e provém das forças satânicas. Uma das coisas que essas forças fazem é colocar os santos de Deus sob grande pressão mental e emocional. Ouve-se falar muito nessas condições nos nossos dias, mas asseguro-te que o crente não necessita viver debaixo de tal pressão. Pode viver livre dela, embora ela o cerque por todos os lados. Eis porque nos é dito, em Efésios, capítulo seis, para sermos "fortalecidos no Senhor e na força do seu poder", e para nos revestirmos de toda a armadura de Deus.


In “Cristãos nervosos” - L. Gilbert Little, M. D.

Theodore H. Epp (27 de janeiro de 1907 - 13 outubro de 1985) foi um ministro cristão, escritor, e um evangelista radiofónico. Epp foi diretor-fundador e presidente do programa de rádio cristão, ‘Back to the Bible’ entre 1939-1985, ouvido em todo o mundo cem estações e em oito em oito idiomas. Epp nasceu em Oraibi, no estado norte-americano do Arizona, filho de russos menonitas emigrantes. Os seus pais foram missionários entre os índios Hopi. Theodore H. Epp foi um homem da Palavra, um homem íntegro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário